Entenda como funciona a radiofrequência no barco e tudo que você precisa para ter um rádio a bordo.

Embora muitas pessoas utilizam o celular para se comunicar quando estão próximas à margem, em um passeio em alto mar mais distante isso é impossível por conta do sinal.

Em situações como essa e quando há uma emergência, é fundamental contar com a radiofrequência no barco.  

A comunicação via radiofrequência no barco ocorre através de sinais, que podem ser VHF ou UHF. O tipo de sinal mais utilizado é o VHF, sendo que todas as embarcações classificadas como de mar aberto precisam ter um rádio VHF, no mínimo.

Um rádio marítimo, por exemplo, não depende do sinal do celular, o que é um ponto muito positivo. Além disso, ele possui um longo alcance e pode estabelecer uma comunicação com barcos, lanchas, iates clubes e marinas que estejam próximos para pedir ajuda urgente.

Portanto, a principal informação que você precisa saber sobre como funciona o rádio e a função de um rádio VHF ou UHF, é que ele estabelece uma comunicação simples em momentos de necessidade.

Assim como os celulares e telefones, o rádio precisa de uma identificação para que seja possível realizar uma comunicação. Nesse caso, é chamado de frequência marítima ou canais VHF e UHF.

Sendo ainda um dos métodos de comunicação mais eficazes, o rádio é um item obrigatório em todas as embarcações e deve ser operado corretamente para que sua utilização atenda aos requisitos exigidos.

Se você está começando na navegação e ainda não entende muito bem como funciona uma comunicação por meio de um rádio marítimo, clique abaixo e veja tudo sobre radiofrequência no barco.

Acompanhe-nos:

Marina Imperial, uma Marina em harmonia com a natureza!