Transporte para barcos: saiba como é feito!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O que você vai ler neste post?

Saiba agora como funciona o Transporte para barcos!

Veja nesse artigo informações importantes sobre o transporte para barcos. 

Todos temos, ao longo da vida, uma série de objetivos, alguns pequenos, outros grandiosos, mas há sempre metas que pretendemos alcançar.

Passar as férias, por exemplo, num lugar maravilhoso para relaxar e curtir o tão esperado descanso pode ser o sonho de muitas pessoas.

Curtir uma viagem que você planejou há anos é tudo de bom, mas, infelizmente, durante uma viagem, podem acontecer alguns imprevistos.

Um deles é você precisar contratar o serviço de transporte para barcos, porque o local de origem da sua embarcação é longe de onde você pretende navegar.  Ou então porque sua lancha quebrou e é preciso levá-la para fazer a manutenção em algum lugar onde não dá pra chegar navegando.

Ou até mesmo, caso você queira mudar a Marina de sua embarcação, para uma que ofereça serviços melhores, por exemplo.

Veja, então, o que fazer quando você tiver a necessidade de realizar o transporte de barco ou qualquer tipo de embarcação. Além disso, confira nossas principais dicas para o tema.

Transporte para barcos
Saiba tudo sobre o Transporte para barcos e evite transtornos desnecessários na hora da diversão

Procure uma equipe treinada para realizar o transporte para barcos 

O transporte para barcos não é como o transporte de outras cargas, é preciso que toda a equipe seja treinada para fazer um bom trabalho. Afinal de contas, trata-se de uma operação que toma muito tempo e requer muito mais atenção, devido a fragilidade da embarcação.

É preciso ainda muita disciplina e cuidado no carregamento, descarregamento e amarração da embarcação.

É justamente neste contexto em que todo o procedimento deve ser checado e revisado e pode levar muito tempo para ser feito.

Transporte de lanchas e barcos

Torna-se, portanto, preponderante entender que o transporte de lanchas e barcos deve ser feito com muita cautela e pode levar horas para a operação ser finalizada.

Só pra você ter uma ideia, uma lancha Phantom 300, de 30 pés, leva, em média, entre seis a oito horas para ir de São Paulo até Caraguá, já que ela não fica com excesso lateral sobre a plataforma.

Já com uma embarcação maior, de 40 pés, a operação levaria 12 horas ou mais, já que, normalmente, embarcações deste porte tem excesso lateral e, muitas vezes, até excesso de altura, e neste caso necessitam de batedores.

Como é feito o transporte de lanchas?

A compra de um barco é uma realização para a maioria das pessoas que sonham com esse cenário: águas quentes e claras, muito sol, fauna e flora exuberantes.

Porém, após adquirir a tão sonhada embarcação, é preciso pensar em como fazer o transporte de lancha até o local que você irá guardar o barco.

É nesse instante, contudo, que surgem algumas dúvidas: a empresa responsável pela venda é quem deve fazer o transporte ou devo contratar uma empresa por fora? Como tirar a lancha da água?

Assim como ocorre com o transporte de automóveis para chegar às concessionárias, com os barcos não é diferente.

Para você ter ideia, existem regras de trânsito para o deslocamento seguro da embarcação. O transporte de lanchas tem velocidade e horários já pré-estabelecidos.

Como transportar um barco pela cidade

Para começar, o barco precisa ser transportado por um veículo apropriado, rastreado e que ofereça cobertura contra acidentes.

De acordo com as normas brasileiras, embarcações acima de 40 pés, com 5,30m de altura e 3,20m de largura podem trafegar somente pelas rodovias entre 6 da manhã e 18h da tarde.  

Como transportar o barco pelo mar

Caso você troque de Marina por alguma com acesso pelo Mar, você pode fazer o deslocamento por ele mesmo. No caso da Marina Imperial, é possível fazer o deslocamento pelo Mar e depois adentrar pelo Rio Juqueriquerê, respeitando o horário previamente combinado com a equipe da Marina Imperial. 

Como atracar uma lancha com segurança?

A primeira dica infalível para atracar uma lancha com segurança é sempre ir contra a direção do vento. Isso porque o vento serve como um freio natural ao barco, garantindo que a manobra seja tranquila.

Ao atracar uma lancha em uma marina, por exemplo, normalmente há a existência de outros barcos no local, portanto os cuidados devem ser redobrados para não ocorrer incidentes. 

Leia também: 10 dicas náuticas que todos devem saber

Velocidade reduzida

Outra regra fundamental para atracar uma lancha é manter a velocidade reduzida para evitar a formação de pequenas ondas (marolas) que podem gerar prejuízos nas outras embarcações, como pequenos arranhões.

Um dos segredos do universo náutico para atracar a embarcação de forma segura é a marcha lenta. O que isso quer dizer? O barco deve estar a uma velocidade baixa, para que assim você consiga ter o controle da lancha enquanto encosta ela no píer. 

Chegada ao píer

A dica é chegar ao píer com a lancha num ângulo de 45 graus, especialmente se o mar estiver agitado.

Mas por que 45 graus?  A partir desse ângulo, é possível que o barco fique contra a direção do vento e das ondas. Além disso, permite uma melhor visualização do local onde a lancha será atracada.

Qual o preço para o transporte de uma embarcação?

O transporte de lancha, assim como já citamos no texto, é algo que requer cuidado e atenção, pois estamos falando na condução de um produto atípico, que necessita de um veículo especial. 

Portanto, o valor também é influenciado por esses fatores.

Vou te dar um exemplo: se o transporte de um caminhão de São Bernardo para Caraguá fica em R$ 1.500 reais o transporte de um a embarcação de médio porte no mesmo percurso, ficaria em R$ 3.000 reais por se tratar de uma operação que exige cautela.

Escolha da empresa para transporte de barcos

De uma maneira geral, é imprescindível que você escolha uma empresa conhecida e renomada no meio. 

É importante que o transporte seja feito com seguro, por isso, confirme na documentação se na apólice consta a cobertura da embarcação. 

Além disso, verifique se a frota de transporte da empresa está em dia, com devida manutenção. 

Por último e não menos importante, procure uma empresa que tenha monitoramento integral e seguro da carga no transporte, RCTRC (Responsabilidade civil do transportador rodoviário de cargas).

E aí, esse artigo foi útil para você?

Agora que você já sabe como acontece o transporte de lanchas e barcos, que tal ler os outros conteúdos do nosso blog? Siga também nossas redes sociais: Facebook e Instagram e fique por dentro das nossas novidades e lançamentos.

Veja mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro de novos posts

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit