Como evitar a corrosão no barco? Veja essas 5 dicas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O que você vai ler neste post?

corrosao-no-barco

Quando as embarcações eram feitas de madeira, não havia tanta preocupação com a corrosão. Mas com a chegada dos navios de metais e com mais equipamentos metálicos essenciais para o funcionamento das embarcações, surgiu uma maior preocupação com a corrosão no barco

Portanto, quem tem uma embarcação precisa ficar atento ao que leva à corrosão das peças metálicas da embarcação, deve saber como evitar esse problema e quais são os cuidados para aumentar a durabilidade do barco. Por isso reunimos neste conteúdo tudo que você precisa saber. Confira!

como-evitar-a-corrosao-no-barco
Saiba como evitar a corrosão no barco com essas dicas!

Por que ocorre a corrosão no barco?

A verdade é que tudo que é de metal está sujeito a corrosão pelo simples fato de estar em contato com o oxigênio. Esse gás que é abundante em nosso planeta, é capaz de roubar elétrons de átomos que gostam de doar elétrons, como é o caso dos metais. 

No caso das embarcações, a corrosão pode ser acelerada por causa da água, principalmente a água do mar. O sal e o cloro natural presentes na água do mar, tornam essa água um eficiente eletrólito, gerando uma alta condutividade elétrica. A eletricidade, por sua vez, é capaz de acentuar a corrosão. 

É por isso que as embarcações que ficam em água salgada sofrem mais com a corrosão do que os barcos de água doce. Mas nos dois casos, há o fator de corrosão e oxidação, que são processos químicos que ocorrem de forma natural. 

Portanto, mesmo que o barco fique guardado em local seco e arejado, o fator de corrosão ainda existe por causa do oxigênio. Considerando que não estamos livre da corrosão mesmo com o barco fora da água, a pergunta que fica é: como evitar a corrosão? 

Já falamos aqui na Marina Imperial sobre o ânodo de sacrifício. Mas se você ainda não conhece essa peça, veja a seguir a sua importância para evitar a corrosão do seu barco.

Qual a importância do ânodo de sacrifício?

Os engenheiros navais enfrentaram uma grande dificuldade em proporcionar uma alta durabilidade para as embarcações que possuíam vários equipamentos metálicos ou casco feito de metal justamente por causa da corrosão e oxidação. 

Foi então que tiveram a ideia de utilizar uma peça metálica capaz de se sacrificar para garantir a durabilidade de outros metais da embarcação. Chamado de ânodo de sacrifício, essa peça é uma das mais importantes de um barco, pois garante que peças como hélices, lemes, eixos, rabetas, entre outros, tenham uma maior durabilidade. 

Essa ideia surgiu a partir de uma observação simples. Se o metal doa elétrons facilmente e a corrosão não é uniforme, por que não utilizar um metal altamente corrosivo em sacrifício aos demais? 

É por isso que o ânodo de sacrifício é constituído principalmente de Zinco e Magnésio, dois metais que são muito corrosivos. Mas para garantir que o barco esteja protegido contra a corrosão, também é importante realizar a troca periódica do ânodo de sacrifício. 

Leia também: O que é quilha de barco?

5 dicas para evitar a corrosão no barco

Além da substituição periódica do ânodo de sacrifício, existem algumas práticas que permitem evitar a corrosão no barco. Veja a seguir quais são elas:

1. Faça o adoçamento do motor após usá-lo em água salgada

Se você fizer um passeio de barco ou lancha no mar, é fundamental adoçar o motor da embarcação em água doce. Essa etapa é muito importante para retirar a água salgada que é altamente corrosiva. 

Você também pode realizar a limpeza de outras peças metálicas para evitar a corrosão após o passeio no mar, como a escada da popa, por exemplo.

Na Marina Imperial, nossos clientes têm o privilégio de sair do mar com acesso ao Rio Juqueriquerê, que permite o adoçamento do motor para então guardar a embarcação com todos os cuidados necessários. 

Leia também: Como fazer manutenção do casco da lancha?

2. Não deixe o barco na água se não estiver usando

Embora eles sejam fabricados para serem usados na água, se a intenção é aumentar a durabilidade, então o recomendado é deixá-lo em uma vaga seca para evitar as intempéries e diminuir o risco de corrosão. 

Em nossa marina de barcos você pode guardar sua embarcação em vagas secas e protegidas contra a chuva, vento e sol. É uma ótima forma de garantir uma maior durabilidade da sua lancha. 

3. Use produtos recomendados para a limpeza do barco

Se você for realizar a limpeza do seu barco, opte por produtos recomendados para cada uma das áreas que você for limpar. Por exemplo, o casco pode ser lavado com água doce e sabão neutro. 

Há outros cuidados que são muito importantes durante a limpeza e que permitem evitar a corrosão. Por isso, o mais recomendado é que você procure por um serviço profissional de limpeza para te auxiliar. 

4. Use revestimentos específicos para evitar a corrosão

Outra dica muito importante, que vale principalmente para o casco da embarcação, é a utilização de revestimentos como pinturas. As tintas próprias para pinturas em embarcações possuem proteções específicas que auxiliam no cuidado do casco, evitando corrosão.

Leia também: Como aumentar a durabilidade da lancha?

5. Não descuide da manutenção preventiva

Mesmo com todos esses cuidados, sabemos que a corrosão pode ocorrer e avançar rapidamente. Por isso, é muito indicado que você realize a manutenção preventiva periodicamente. Durante essa manutenção o mecânico de barcos avaliará as condições gerais da embarcação, incluindo o percentual de corrosão do ânodo de sacrifício, além de uma inspeção por todo o barco para conferir se existe algum ponto de corrosão. 

Sendo assim, fazer manutenções preventivas periodicamente é muito importante para que você não seja surpreendido por uma corrosão não observada anteriormente. 

E não se esqueça, a Marina Imperial é uma marina localizada em Caraguatatuba que oferece inúmeros serviços para quem tem embarcação. Então se você procura o melhor cuidado com sua lancha, conte com nossos serviços de manutenção, limpeza e garagem náutica. 

Por fim, eliminar a corrosão é praticamente impossível, mas é possível evitar. Então queremos saber, o que você achou das dicas de como evitar a corrosão no barco? Deixe seu comentário. Aproveite para seguir nossos perfis nas redes sociais: Instagram e Facebook

Veja mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro de novos posts

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit