Entenda tudo sobre radiofrequência no barco!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O que você vai ler neste post?

radiofrequencia-no-barco

Embora muitas pessoas utilizam o celular para se comunicar quando estão próximas à margem, em um passeio em alto mar mais distante isso é impossível por conta do sinal. Em situações como essa e quando há uma emergência, é fundamental contar com a radiofrequência no barco

Sendo ainda um dos métodos de comunicação mais eficazes, o rádio é um item obrigatório em todas as embarcações e deve ser operado corretamente para que sua utilização atenda aos requisitos exigidos. 

Se você está começando na navegação e ainda não entende muito bem como funciona uma comunicação por meio de um rádio marítimo, veja a seguir tudo sobre radiofrequência no barco.

como-ter-um-radio-a-bordo
Saiba como ter um rádio a bordo!

Como funciona a radiofrequência no barco?

Considerando que a comunicação via rádio ainda é a melhor forma de ter um bom alcance de sinal e garantir uma comunicação em situações de emergência quando em alto mar, quem está iniciando na navegação precisa entender como um rádio funciona. 

A comunicação via radiofrequência no barco ocorre através de sinais, que podem ser VHF ou UHF. O tipo de sinal mais utilizado é o VHF, sendo que todas as embarcações classificadas como de mar aberto precisam ter um rádio VHF, no mínimo, como orienta a Marinha do Brasil. Além disso, as demais embarcações também devem adotar a utilização de um rádio, mesmo que portátil, devido aos seus benefícios.

Um rádio marítimo, por exemplo, não depende do sinal do celular, o que é um ponto muito positivo. Além disso, ele possui um longo alcance e pode estabelecer uma comunicação com barcos, lanchas, iates clubes e marinas que estejam próximos para pedir ajuda urgente. 

Portanto, a principal informação que você precisa saber sobre como funciona o rádio e a função de um rádio VHF ou UHF, é que ele estabelece uma comunicação simples em momentos de necessidade. 

Termos náuticos: Entenda o que significa cada um deles!

Como ter um rádio a bordo?

Assim como os celulares e telefones, o rádio precisa de uma identificação para que seja possível realizar uma comunicação. Nesse caso, é chamado de frequência marítima ou canais VHF e UHF. Por isso, todo rádio que será utilizado a bordo precisa obter uma licença atribuída pela Anatel, que é a licença de estação móvel marítima

Esse é um registro obrigatório concedido pela Anatel que possibilita inserir o prefixo do barco e o MMSI no rádio registrado no órgão regulamentador. Dessa forma, o navegador poderá se comunicar dentro da legalidade. 

Portanto, se você vai navegar em alto mar e quer ter um rádio a bordo, você precisará registrar o seu rádio na Anatel. 

Qual é o melhor rádio marítimo?

Agora que você já sabe da importância de utilizar um rádio para a comunicação em alto mar, é importante compreender os tipos que existem e qual é a melhor opção para você. Há apenas dois tipos de rádios, sendo eles: fixo e portátil. Além disso, é importante escolher entre os tipos de sinais ao obter um rádio para sua comunicação no mar. 

Hora da maré: Saiba o horário da maré baixa e alta!

Rádio fixo ou portátil?

Os rádios utilizados em embarcações podem ser fixos, ligados na central de baterias da embarcação, ou podem ser portáteis, com baterias de alta duração. Saiba que as características de cada um desses rádios são diferentes, mas a finalidade é a mesma e em ambos os casos é preciso registrar o rádio. 

  • Rádio fixo: esse modelo oferece até 25 W de potência e possui um alcance de até 74 km (40 milhas). 
  • Rádio portátil: esse modelo conta com 5 W de potência e um alcance um pouco menor, equivalente a 20 km (12 milhas).

As duas opções são ótimas, mas se a ideia é ir mais longe com sua embarcação, então a melhor opção é um rádio fixo. Já o rádio portátil pode ser utilizado para se comunicar com quem está na praia, por exemplo, sendo que seu alcance é menor. 

Qual a melhor frequência VHF ou UHF?

Por fim, outra informação que você precisa saber antes de adquirir o seu rádio é a diferença entre as frequências VHF e UHF. Primeiro você precisa saber que VHF significa Very High Frequency, que é o mesmo que frequência muito alta. Já UHF significa Ultra High Frequency, que é o mesmo que frequência ultra alta

Embora a frequência VHF seja a mais utilizada, é a UHF que possui maior alcance. Portanto, se você tem dúvidas sobre qual frequência vai mais longe, UHF ou VHF, saiba que a frequência UHF possui um alcance maior. Veja a comparação entre ambas:

  • Frequência VHF – 30 a 300 MHz
  • Frequência UHF – 300 MHz a 3 GHz

Como pilotar um barco? Veja o manual completo do iniciante!

Como falar no rádio de comunicação?

Antes de começar o seu rádio você precisa saber como funciona a comunicação via rádio. Primeiro de tudo, você poderá observar que o rádio possui um botão com a sigla PTT, que em inglês significa push to talk, sendo o mesmo que empurre para falar. Portanto, para começar a falar com o rádio você terá que apertar esse botão enquanto fala e soltar no final da sua transmissão. 

Agora veja as regras básicas para uma comunicação via rádio:

  • Seja breve ao se comunicar via rádio
  • Fale a uma distância de 10 cm do microfone
  • Termine sua transmissão dizendo “câmbio”
  • Finalize a conversa dizendo “câmbio final”
  • Chame o prefixo da estação duas vezes e o nome da sua estação para começar a conversar
  • Utilize canais 08 e os que estiverem próximos ao 68 (com exceção de 69, 70 e 72) para conversar
  • Em caso de emergência, acione o canal 16 primeiro e depois o 68
  • Quando estabelecer comunicação, combine um canal para conversar

Aplicativo para navegar: Confira 13 apps!

Quais as frequências mais conhecidas?

As frequências mais importantes para quem irá navegar são os canais 16 e 68, considerando que eles servem para pedir socorro. O canal 16 é o padrão internacional, onde é possível contatar a Embratel. Já o canal 68 é o padrão nacional, sendo utilizado para contatar a Marinha do Brasil. 

Sempre que houver uma emergência, é recomendado realizar o primeiro contato pelo canal 16 para depois acionar o canal 68. Para saber quais são as situações de emergência e como solicitar socorro, confira essas informações aqui embaixo:

  • Naufrágio – diga “mayday” três vezes, depois o nome do barco, posição e o que está acontecendo.
  • Auxílio médico – diga “pan” três vezes, depois o nome do barco, posição e o que está acontecendo.
  • Ameaça à segurança da navegação – diga “securitê” três vezes, depois o nome do barco, posição e o que está acontecendo. 

Outros canais que podem ser úteis são os oferecidos pela Rede Nacional de Estações Costeiras, a Renec da Embratel. Esses canais ficam ativos 24 horas por dia, sendo eles: canais entre 23 ao 26, canal 28 e entre os canais 85 e 88. Contudo, saiba que esse é um serviço tarifado. 

Agora que você já sabe como funciona a radiofrequência no barco e como se comunicar via rádio em alto mar, conte nos comentários se ficou alguma dúvida sobre o tema. 

Aproveite para conhecer mais sobre os serviços que oferecemos na Marina Imperial através dos nossos posts aqui no site. Conheça também nossos perfis nas redes sociais: Facebook e Instagram

Veja mais posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro de novos posts

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit