Tipos de pesca e tudo que você precisa saber para pescar com sua lancha!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O que você vai ler neste post?

tipos-de-pesca-esportiva

A pesca é um dos tipos de caça mais antigos que existem. Inicialmente a pesca era uma prática de sobrevivência, mas hoje em dia é vista como um esporte. Há vários tipos de pesca, métodos usados por pescadores profissionais e dicas que podem tornar a sua prática muito mais prazerosa.

Por isso, neste artigo reunimos tudo que você precisa saber para pescar com sua lancha, incluindo dicas de lugares incríveis para conhecer e praticar a pesca no Litoral Norte de São Paulo. Confira a seguir todas essas dicas!

tipos-de-pesca
Conheça os diferentes tipos de pesca que existem!

Quais são os tipos de pesca mais comuns?

Existem muitos tipos de pesca, alguns são mais comuns entre pescadores amadores e profissionais, e outros são mais comuns em indústrias para o setor alimentício. Mas de uma forma geral, a seguir você poderá conferir quais são os tipos de pesca que existem e quais os tipos de pesca no Brasil que são mais comuns.

  • Tipos de pesca industrial: esses são os modelos de pesca em que as indústrias realizam a pesca para vender peixes e outros frutos do mar, além de fabricar produtos que são derivados desses alimentos. 
  • Tipos de pesca esportiva: esses são os tipos de pesca em que o pescador pesca apenas por diversão. Não há a intenção de consumir, por isso, o pescador apenas pesca e devolve o peixe à água. Também é chamada de pesca desportiva e pesca recreativa.
  • Tipos de pesca autoconsumo: o autoconsumo também é uma prática comum na pesca. Esses modelos de pesca são aqueles em que o pescador pesca para comer peixe ou frutos do mar. 
  • Tipos de pesca predatória: trata-se das pescas onde são retirados um grande número de peixes e frutos do mar, sendo algo insustentável e uma grande ameaça a biodiversidade do planeta. 

Esses são os tipos básicos de pesca e que são mais comuns, lembrando que cada modalidade de pesca tem seus próprios métodos e técnicas. Além disso, os termos acima são apenas os significados das diferentes modalidades de pesca. Nesse artigo, falaremos principalmente sobre a pesca para autoconsumo e a pesca esportiva

Qual é o significado da palavra pesca?

O significado da palavra pesca está relacionado com o ato de pescar, ou seja, com a atividade de pescaria. É uma prática que pode ser feita com diferentes técnicas realizada por pescadores com o objetivo de pegar peixes, podendo ser para autoconsumo ou para diversão. 

O que é pesca fluvial?

A pesca fluvial se caracteriza como a atividade de pesca realizada em rios, riachos e lagos com água doce. É uma das práticas mais comuns para aqueles que gostam de pescaria esportiva ou para autoconsumo. 

Esse modelo de pesca pode ser realizado em pesqueiros, no caso da pesca de subsistência, ou em rios onde há a autorização para pesca, considerando determinados períodos do ano. 

A pesca fluvial pode ser praticada com barco de pesca a motor, a remo e até mesmo de lancha. Lembrando que no caso de pesca em pesqueiros, não é permitido a utilização de barco a motor, apenas a remo. 

Como pescar no rio?

Para pescar no rio, você precisa conhecer a região onde pretende pescar para saber se não estará infringindo nenhuma regra do lugar. Sabendo disso, você precisará montar seu material de pesca e equipar sua embarcação com os itens necessários para a prática, o que inclui vara de pesca, iscas, anzóis, linha de pesca, entre outros itens básicos de um kit de pesca. 

Se você pretende pescar em um rio usando barco ou lancha, é interessante entrar em contato com a marina mais próxima para informar sobre o seu roteiro e horário para retorno, assim você terá mais segurança na sua pescaria. 

Em Caraguatatuba você pode pescar no Rio Juqueriquerê e contar com todo o apoio da nossa marina. A Marina Imperial fica nas margens do rio, sendo uma ótima porta de entrada para sua prática esportiva. 

O que é pesca oceânica?

Como o próprio nome sugere, a pesca oceânica é aquela que é realizada em alto mar, com barcos e lanchas com motores potentes. É uma prática que visa pescar peixes de água salgada como atuns e peixes de bico. 

Essa modalidade de pesca é mais comum para aqueles que possuem embarcações como lanchas, veleiros e até barcos menores, desde que tenham um motor potente. Mas saiba que alugando uma lancha você também pode pescar em alto mar, caso ainda não tenha uma embarcação. 

Leia também: Como organizar o painel do barco?

Como pescar no mar?

As dicas para pescar no mar são as mesmas para quem gosta de pescar em rios: conheça a região antes de iniciar a sua aventura, leve todo o equipamento necessário e garanta que uma marina próxima a região saiba do seu roteiro para te auxiliar caso você tenha algum problema em alto mar. 

Em Caraguatatuba você pode pescar em água doce e em água salgada. Ao entrar pela nossa marina você pode aproveitar o Rio Juqueriquerê para começar sua pesca em água doce e se aventurar nas praias da região para uma pesca oceânica. 

Leia também: O que é ânodo de sacrifício e qual a sua importância?

Quais são os métodos de pesca usados?

Assim como existem muitos tipos de pesca, também há diferentes tipos de pescadores, técnicas e métodos para pescar. Os métodos ainda variam de acordo com o local da pesca, há métodos para água doce e outros para água salgada. Veja a seguir um resumo desses métodos e como eles são usados pelos pescadores. 

Arremesso

Essa é a técnica mais comum, pois consiste em arremessar a linha com chumbo a determinada distância na água.

Sondá

Neste método pouco convencional não é utilizado a vara, portanto, o pescador arremessa apenas a linha e a segura com as mãos. É necessário usar uma proteção na mão para que a linha não cause ferimentos, caso você consiga pescar um peixe grande. 

Apoitada

O termo apoitar significa ancorar o barco, por isso, a pesca apoitada significa ancorar o barco em um local específico para pescar determinado tipo de peixe. O mais comum é para a pesca de jaús e pintados em rios, onde é necessário deixar o anzol fluir com a correnteza

Corrico ou trolling

Trata-se do método de arremessar a linha a 10 ou 60 metros de distância do barco e puxar a isca para que o peixe persiga o anzol. Nesse método é interessante manter o barco em movimento a uma velocidade bem lenta. 

Corrico de mão

Semelhante ao método anterior, só que nesse caso o barco fica parado e a isca é recolhida pelo próprio equipamento do pescador

Rodada ou dead drift

Nesse método o barco fica à deriva no rio, navegando apenas com o remo. Se for uma lancha, é melhor desligar o motor para que o silêncio se perpetue no local. O pescador deve usar uma vara de bambu para bater na água e atrair o peixe. 

Rodadinha

Parecido com o método anterior, a rodadinha consiste em apresentar a isca de forma natural. O mais indicado é usar carretilha nesse tipo de pesca, já que o molinete pode causar trancos na linha. 

Fly fishing 

É a técnica que utiliza material específico, sendo uma vara flexível, carretilha, linha grossa e comprida e iscas que imitam insetos. Nessa técnica também é realizado golpes com a vara no ar para imitar o movimento dos insetos. Esses golpes são chamados de “chicotear“. 

Batida ou baitcasting

É um método parecido com a pesca de rodada, pois o barco deve ficar com o motor desligado. Nesse caso o pescador fica em pé e “bate” a isca nas margens do rio para atrair o peixe. 

Leia também: Quais são os tipos de lanchas e como escolher?

O que não pode faltar em um kit de pesca?

Quando o assunto é montar um kit de pesca, cada pescador possui suas preferências em relação aos itens que devem ser incluídos. Mas há alguns itens que são indispensáveis e comuns a todos os pescadores. Como há muitas dúvidas sobre o que ter na tralha de pesca, reunimos tudo que você precisa saber para adquirir seu material. Confira a seguir como montar um kit de pesca!

Kit de pesca de água doce para iniciantes

Os iniciantes na pesca em água doce precisam ter, pelo menos, uma caixa de pesca, 2 varas de pesca, molinetes ou carretilhas, iscas artificiais, linhas, alicate de pesca, anzóis, chumbadas e boias. Se quiser incluir mais itens nesse kit, é importante pensar na funcionalidade do acessório. 

Kit de pesca de água doce para experientes

Os equipamentos do pescador experiente devem ser os mesmos para iniciantes, mas com o diferencial de serem  itens de qualidade. É preciso ter equipamentos de maior resistência e durabilidade, já que o pescador poderá encontrar gigantes em água doce, como o jaú, pirarara, piraíba, cachara, trairão, dourado e tucunaré. 

Kit de pesca de água salgada para iniciantes

Para pescar no mar, é fundamental que o iniciante tenha uma caixa de pesca com vara apropriada, carretilha, molinete, linhas, anzóis, chumbadas, iscas naturais e todos os equipamentos adicionais como alicate para pesca, faca, entre outros itens. 

Kit de pesca de água salgada para experientes

O experiente poderá utilizar equipamentos mais resistentes para a pesca em água salgada. Se a ideia é pescar atum, marlyn, garoupa e barracuda, então é melhor ter varas, linhas, iscas, molinetes e carretilhas bem resistentes. Os acessórios são sempre bem-vindos na caixa de pesca, desde que sejam funcionais. 

Leia também: Como funciona uma marina de barcos?

Qual a melhor faca para pesca?

Existem muitos tipos de facas de pesca, o que incluir formatos de lâminas como drop point, karambit, bull’s nose, clip point, kukri, santoku, reta, sheepsfoot, spey, tanto, spear point e trailing point. Já a estrutura pode ser de meia espiga, hidden tang, e até full tang. 

Considerando todas essas variáveis, ainda é preciso levar em conta o estilo da faca que pode ser de combate, esportiva, faca gaúcha, de campo, hunter, japonesa, militar, punhal, utilitária, bowie, karambit, skinner e sorocabana. 

Não existe um tipo único que seja o melhor, pois a faca ideal depende da situação em que ela será utilizada. Por isso, o mais importante é considerar o fio na hora de escolher a sua e como ela será utilizada. 

Quais os tipos de iscas para pesca que existem?

Existem muitos tipos de iscas de pesca que são utilizados por pescadores amadores e profissionais. Mas os tipos se dividem entre iscas artificiais e iscas naturais ou vivas. As artificiais são usadas principalmente em rios. Já as naturais ou vivas são usadas principalmente para a pesca oceânica. Os principais tipos são:

Quais são os tipos de iscas vivas para pesca?

As iscas vivas ou naturais se caracterizam por pequenos peixes como sardinha, tambiú e lambari, frutos do mar como lula e camarão, moluscos como lesmas, tatuí e corrupto, massas que podem ser feitas de legumes, frutas, vegetais e farinhas e minhocas

Nesta categoria de iscas também podemos incluir outros itens como moscas, salsicha, pão, frutas, rações e larvas de moscas, comumente conhecidas como “bichinho da laranja”

O mais interessante ao escolher uma boa isca natural é considerar as iscas que existem no local da pescaria, pois esses itens são os alimentos preferidos dos peixes da região

Quais são os tipos de iscas artificiais?

As iscas artificiais são aquelas que imitam de alguma forma a preferência dos peixes. Por isso, elas podem ter cores, formatos, acessórios, emitir sons e até movimentos diferentes. Para escolher a isca artificial ideal para a sua pesca é necessário conhecer as opções certas para pescar determinado tipo de peixe. 

Essas iscas ainda são divididas em outros três grupos, sendo eles: iscas de superfície, fundo e meia água. Os grupos estão relacionados ao comportamento dos peixes, então fica mais fácil escolher as iscas artificiais considerando o habitat de cada espécie. 

Sendo assim, veja a seguir quais as iscas artificiais para cada tipo de peixe!

Leia também: O que é e como saber a hora da maré?

Iscas artificiais de superfície

Essas iscas chegam a 30 centímetros de profundidade, por isso, o pescador pode até mesmo visualizar o ataque dos peixes. Elas são perfeitas para pescar trairão, traíra, matrinxã, xaréu, tilápia e dourado. Os tipos mais usados são popper, sputnik e stick

Iscas artificiais de meia-água

Essas iscas ficam até 1,20 metro de profundidade. Elas se parecem com pequenos peixes e possuem o movimento de nado, para atrair os seguintes peixes: black bass, traíras, tucunaré, e robalo. O modelo mais usado para pegar esses peixes predadores é a deep runner

Iscas artificiais de fundo

Perfeitas para pescar garoupas, robalos e badejos, essas iscas ficam em regiões bem profundas, por isso, é ideal para pescar peixes que ficam no fundo do rio ou mar. Os tipos mais comuns são jigs, verme de plástico, colher e spinner bait

Quais são os melhores tipos de isca para pesca no mar?

A preferência dos peixes de água salgada são as iscas naturais, mas você também pode usar alguns modelos artificiais para pescar peixes do mar. Veja a seguir as iscas mais usadas em pescarias em alto mar:

  • Camarão
  • Sardinha
  • Lula
  • Minhoca de praia
  • Corrupto
  • Taruíra
  • Sarnambi
  • Siri
  • Shads
  • Jumping Jig
  • Shads
  • Crystal Minnow
  • Shrimp Dancer

Quais são os melhores tipos de iscas para pesca em rios?

Já as iscas usadas para pescar em água doce são aquelas que se assemelham ao que é encontrado no habitat natural dos peixes de cada região. Por isso, a lista dessas iscas é enorme, pois há muitos tipos diferentes que podem ser usados. Os tipos mais comuns são:

  • Zara
  • Popper
  • Jigs
  • Crankbaits
  • Spinner
  • Minhocas
  • Massas
  • Lambari
  • Minhocuçu
  • Larva de besouro
  • Filé de peixe
  • Tuvira
  • Fígado bovino

Leia também: Tudo sobre o turismo náutico

Quais são as áreas de pesca mais importantes do litoral brasileiro?

Há muitas praias procuradas no país para a prática da pesca, sendo que elas estão em estados como Ceará, Bahia, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. 

No litoral paulista, por exemplo, há muitos lugares interessantes para pescar, como as praias de Caraguatatuba e Ilhabela. Nessas regiões há muitas áreas de pesca, incluindo rios e praias com belezas exuberantes. Também é possível contar com todo o suporte náutico dessas regiões, que oferecem equipamentos para pesca, roteiro para pescadores, aluguel de barcos e muito mais.

Onde pescar em Caraguatatuba?

O lugar mais procurado para pesca em água doce em Caraguatatuba é no Rio Juqueriquerê, um dos pontos turísticos mais famosos da cidade e também um local perfeito para a pesca esportiva. 

O melhor de tudo é que você pode pescar nesse rio e seguir com sua pesca em alto mar, já que o rio dá acesso às águas salgadas de Caraguatatuba. Se você ainda não conhece a região, fique tranquilo! 

A Marina Imperial fica justamente nas margens do Rio Juqueriquerê, sendo uma ótima porta de entrada para sua pescaria. Conheça a nossa marina e acesse as praias de Caraguatatuba com sua embarcação. 

Se você não tiver uma embarcação, nós ficaremos felizes de alugar a lancha perfeita para seu dia de pesca no rio ou em alto mar. 

Leia também: Onde andar de barco em SP?

Onde pescar na Ilhabela?

Há muitas praias incríveis para conhecer e pescar em Ilhabela, assim como ilhas próximas e regiões em alto mar que são perfeitas para a pescaria. Saiba que, independente do local que você escolher para pescar em Ilhabela, você pode ter acesso ao mar por nossa marina em Caraguatatuba.

Estamos bem perto de Ilhabela, então você pode acessar o mar por nossa marina ou até mesmo alugar seu barco de pesca com a Marina Imperial. 

Leia também: Roteiro completo para 3 dias em Ilhabela!

Quais são os tipos de barcos que existem para pesca?

Considerando que existem várias modalidades e técnicas de pesca, também existem muitos tipos de barcos para quem deseja praticar a pesca para autoconsumo ou esportiva. Dentre os modelos há barcos motorizados, a remo e até lanchas que são ideais para essa prática. Veja a seguir as características desses modelos usados em pescarias:

Barco a remo: é perfeito para a pescaria silenciosa, já que não há barulho do motor. Mas pode ser muito desgastante ficar remando o tempo todo para pescar. Esse modelo é usado em rios e geralmente possui pouco espaço para transportar outras pessoas ou equipamentos.

Barco com motor: existem vários modelos de barcos de pesca com motor. A motorização faz com que você fique menos cansado em sua pesca, pois não precisará ficar remando. Esse modelo pode ser usado em rios e no mar, desde que você respeite o limite máximo de peso na embarcação.

Lancha: é perfeito para pescar em rios e em alto mar, pois possui motorização e espaço interno maior para levar outras pessoas e até equipamentos mais pesados de pescaria. Também é recomendado para quem deseja praticar a pesca esportiva junto ao lazer. 

Aluguel de barco para pesca em Caraguatatuba – SP

Se você ainda não possui uma embarcação, saiba que é possível alugar o seu barco para pesca em Caraguatatuba, SP. A Marina Imperial é uma marina localizada em Caraguatatuba, no Litoral Norte de São Paulo. 

Estamos nas margens do Rio Juqueriquerê, o local perfeito para você pescar no rio e acessar o mar para a pesca oceânica. Em nossa marina você encontra tudo que precisa para se aventurar em uma pesca esportiva, incluindo o aluguel de lancha para pesca sozinho, em família ou com amigos. 

Nós temos as melhores embarcações para a sua pesca, incluindo lanchas modernas, com tecnologias úteis de navegação e que são muito fáceis de navegar. Conheça a nossa marina e todos os serviços que oferecemos para seu passeio e pesca em alto mar. 

Lembrando que você pode acessar diversas regiões do Litoral Norte de São Paulo através de Caraguatatuba, como Ilhabela, Ubatuba, Santos, Bertioga, Riviera de São Lourenço, Guarujá, Praia Grande e muitas outras.

Próximo a Marina Imperial você ainda tem a oportunidade de visitar ilhas lindas e exuberantes em seu roteiro de pesca oceânica. Por isso, você só terá benefícios ao iniciar a sua pesca alugando uma lancha na Marina Imperial

O que você achou de todas essas dicas e tipos de pesca? Conte nos comentários se você é um pescador iniciante ou profissional. Também estamos prontos para responder às suas dúvidas sobre o assunto. 

Aproveite para seguir a Marina Imperial nas redes sociais (Facebook e Instagram) e se inscreva aqui no site para não perder nenhuma novidade da Marina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais posts

Fique por dentro de novos posts

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit